was successfully added to your cart.

Carrinho

Os canais de distribuição em viagens e turismo são os meios utilizados por destinos, operadores turísticos, agências de viagens e outras empresas de turismo com o objetivo de vender produtos.

Com este artigo, pretendemos identificar alguns dos principais canais de distribuição do setor. Contudo, em primeiro lugar importa compreender a importância destes canais para as empresas.

Os canais de distribuição em viagens e turismo

A cadeia de distribuição do turismo cresceu com o aparecimento das novas tecnologias. Hoje em dia, distribuir brochuras em hotéis não é suficiente para nos mantermos competitivos no mercado.

A presença nos canais de distribuição certos não só garante uma melhor exposição das empresas de turismo, mas também as torna mais confiáveis.

Existem duas formas de alcançar clientes no turismo:

  • Direta – Vendendo o produto diretamente ao cliente final
  • Indireta – Vendendo o produto através de intermediários – operadores turísticos, agências de viagens ou outros

Os canais de distribuição podem também ser divididos em canais online e offline.

As redes sociais e as agências de viagens online são exemplos de canais de distribuição online.

Os canais offline são os mais tradicionais, e muitos operadores turísticos estão familiarizados com eles. Um bom exemplo destes canais são as feiras de turismo.

O papel das novas tecnologias na distribuição de produtos turísticos e na geração de receita cresceu muito nos últimos anos. No entanto, o panorama virtual altera rapidamente. Por esse motivo, é importante estar ciente das novas oportunidades de promover produtos, para nos mantermos competitivos e bem-sucedidos.

Alguns dos melhores canais de distribuição em turismo

 

  1. Website – a melhor aposta

A internet mudou o comportamento do turista. O tempo entre encontrar inspiração para viajar e fazer as malas para uma nova aventura de viagem nunca foi tão curto (sabia que com a pandemia o tempo de consideração baixou para 2/3 semanas?). Hoje em dia, os turistas começam e terminam os planos de viagem online. É, então, muito importante manter um site atualizado e otimizado.

  1. Google My Business – obrigatório para uma empresa de turismo de sucesso

O Google My Business é um dos canais de distribuição indireta mais importantes para venda de viagens online. Uma grande parte do sucesso digital passa por conseguir otimizar os conteúdos dos nossos sites – Search Engine Optimization (SEO) – para que os motores de busca posicionem as nossas páginas nos primeiros resultados. Saiba que ter um perfil no Google My Business, além de ser um processo super-rápido e gratuito, traz-lhe grandes benefícios ao nível de posicionamento online.

Outro benefício é ter a empresa destacada no Google Maps, que inclui detalhes relevantes, como horário de funcionamento, link do site, contacto e avaliações de clientes.

  1. Alojamentos e centros de informação turística – venda mais passeios e atividades

Depois de fazer o check-in num alojamento, os visitantes costumam pedir informação aos rececionistas de sítios para visitar, comer ou atividades para fazer. Assim, é muito importante que a sua empresa mantenha uma relação próxima com os alojamentos do seu destino.

Por outro lado, os viajantes continuam a recorrer aos centros de informação turística (postos de turismo) para saber o que visitar ou fazer no destino.

Saiba que o turista pode contactá-lo a qualquer momento, seja ágil e articule com estes o melhor momento para ambos. Nunca diga “já estamos fechados” ou “já temos tudo cheio para hoje”. Mesmo que nesse dia não seja possível realizar a visita/atividade apresente uma razão válida e simpática, sugerindo alternativas. Quem sabe se não estará a ganhar um cliente?

  1. Plataformas de Avaliação – a opinião positiva dos seus clientes trará novos clientes

Existe algum turista que não conheça o TripAdvisor? As avaliações de outros turistas são cada vez mais importantes. Ter uma pontuação acima das 4 estrelas no TripAdvisor é bom, 4.5 é melhor, 5 estrelas é TOP! Mas para conseguir ter este desempenho é fundamental criar experiências muito positivas e incentivar os clientes a avaliar nas principais plataformas (Google, Facebook, TripAdvisor, Fork, Booking, Airbnb, etc.).

Quanto melhor pontuado estiver o seu negócio, mais probabilidade terá de ser escolhido pelos turistas que estão a preparar as suas viagens!

No entanto, mais importante do que ter uma pontuação alta nas plataformas, é a forma como reagimos aos comentários negativos (porque os haverá sempre). Os turistas vão filtrar comentários/avaliações e procurar os muito positivos e os muito negativos. Saber resolver bem e dar a volta a situações negativas é muito bem visto pelo turista.

  1. Agências de viagens online – O seu negócio num mercado universal

As Agências de viagens online (OTAs) são canais de distribuição poderosos. As OTAs listam tours, dormidas, refeições, atividades, experiências e permitem que os utilizadores reservem diretamente algum serviço. É certo que cada venda aqui gerada tem uma comissão elevada (muitas vezes muito elevada) mas deve considerar que estará a alcançar um público muito mais amplo do que, por iniciativa e investimento próprio, poderia alcançar. Imagine quanto tempo e dinheiro poder-lhe-ia custar fazer uma grande campanha para atrair um grupo de 10 chineses ou americanos?

Conclusão

Escolher com sabedoria os canais de distribuição corretos em viagens e turismo significa uma vantagem estratégica para os destinos turísticos e empresas. Saber qual o melhor canal para aposta é um processo que requer estudo e algum tempo, mas deixamos uma dica que nunca o irá desiludir: Comece, sempre, por ter um bom site – atrativo, intuitivo, simples e com conteúdos otimizados para os motores de busca.

No final de contas, o seu website é a sua casa online, onde irá receber os seus visitantes, todos os dias.

>