Todos os anos, por altura do Dia Mundial do Turismo, a Organização Mundial do Turismo define um objetivo/área de trabalho que considera ser prioritário para a atuação dos destinos, de forma a orientar a implementação de medidas com esse objetivo.

Em 2019, o Dia Mundial do Turismo está subordinado ao tema “Tourism and Jobs: a better future for all”.

Quando se pensa em turismo surge um amplo leque de profissões que se encontram imediatamente ligadas à experiência turística. Porém, existem muitas outras atividades que, mesmo indiretamente, são fundamentais para os turistas.

Dado o carater holístico da atividade turística, pode-se afirmar que, em determinados momentos, quase todas as profissões contactam com os turistas durante a sua vivência temporária no destino.

No Dia Mundial do Turismo 2019 o IPDT propõe um TOP de profissões que, embora não tenham o propósito inicial de servir a atividade turística, são fundamentais para assegurar o bom funcionamento dos destinos e assim contribuir para elevar a experiência.

  1. Designer de comunicação

Saber o que vai encontrar, quando vai visitar e como vai conhecer o destino é determinante para a planificação da viagem. O trabalho dos designers de comunicação, no desenvolvimento de uma imagem atrativa e na organização eficiente da informação, influencia indiretamente a experiência turística. Uma comunicação apelativa, clara e eficaz é determinante para a construção de memórias positivas acerca do destino. 

  1. Mecânico(a)

Quem nunca fez, ou sonhou fazer, uma road trip? A verdade é que quando se planeia uma experiência destas, nunca se conta com problemas mecânicos na viatura, ainda que estes sejam muito frequentes. O recurso a mecânicos é comum e fundamental para que o turista possa prosseguir a viagem. Os mecânicos são, assim, profissões fundamentais para os viajantes e a sua capacidade de resposta irá determinar o grau de sucesso das experiências dos turistas.

  1. Polícia

A segurança é um dos elementos mais valorizados pelos turistas durante as suas viagens. A profissão de polícia é, desta forma, fundamental para assegurar que os destinos se mantêm competitivos a nível mundial e que os turistas conseguem usufruir dos destinos na sua plenitude, de forma segura e com a maior liberdade possível.

  1. Médico(a)/Enfermeiro(a)

Nos momentos de planeamento de uma viagem, poucos são os que procuram informação sobre os hospitais no destino. Embora seja uma situação que todos desejam evitar, é frequente os turistas terem necessidade de aceder a serviços de saúde. A disponibilidade dos médicos e enfermeiros para responder às necessidades dos turistas de forma clara e eficaz, é fundamental para que, mesmo um episódio desfavorável da viagem, se torne o menos negativo possível.

  1. Cantoneiro(a)/Varredor(a)

O facto desta profissão se encontrar no primeiro lugar no nosso TOP deve-se, sobretudo, ao facto de não ser relacionada imediatamente à atividade turística.

No entanto, o trabalho desenvolvido pelos cantoneiros/varredores representa uma das principais valências do destino. A preservação e a limpeza dos espaços públicos (estradas, passeios, jardins) é um dos principais atrativos para quem visita os destinos.

Como nota final e, tendo como base os diversos estudos desenvolvidos pelo IPDT ao longo dos últimos 20 anos, acrescentamos que a segurança e a higiene no destino são considerados elementos-base fundamentais, no que diz respeito à oferta da experiência turística.
>