É uma das séries televisivas mais mediáticas de sempre e também uma das mais premiadas, tendo arrecadado até hoje um total de 47 Emmys e um Globo de Ouro. Agora que chegou ao fim, é possível olhar para alguns números da série que impactam diretamente o setor do turismo.

O fenómeno não é novo. Acontece com grandes produções cinematográficas, com séries televisivas e até telenovelas, um pouco por todo o mundo. Os cenários representados na tela ocupam o imaginário dos fãs que querem estar nos locais onde as obras foram filmadas.

SET-JETTING

É uma combinação das palavras set (cenário) e jet (voar) e designa as viagens turísticas que têm como destino cenários de filmes. O termo foi usado pela primeira vez no jornal norte-americano The New York Post.

Um dos principais benefícios económicos do chamado cine-turismo é possibilitar receitas para as comunidades locais. Tem potencial para revitalizar territórios rurais, aumentar o turismo nos centros urbanos, amplificar o valor patrimonial e cultural dos destinos e até esbater a sazonalidade.

Os visitantes dos cenários de filmes ou séries desejam uma experiência no local que lhes conte uma história emocionante.

Ao conquistar o imaginário das pessoas, a Guerra dos Tronos tornou-se uma série obrigatória e foi emitida em mais de 200 países. De acordo com a HBO, foram, ao todo, mais de 133 milhões de espetadores ao longo das primeiras sete temporadas. Com a crescente popularidade, aumentou também o interesse pelos locais onde decorreram as filmagens. Ao todo aconteceram em nove países: Irlanda do Norte, Escócia, Malta, Croácia, Espanha, Marrocos, Islândia, Canadá e Estados Unidos, em mais de 49 cenários diferentes.

Quando o primeiro teaser da oitava e última temporada foi lançado, a 6 de dezembro de 2018, as reservas de viagens para Croácia, Islândia e Irlanda começaram a crescer, aumentando em até 20%. Nos primeiros três meses de 2019, período que antecedeu a estreia da última temporada, as reservas aumentaram em pelo menos 95% em comparação com a média de setembro a dezembro de 2018.

O lançamento de teasers, trailers e notícias sobre a Guerra dos Tronos provocou um aumento do volume de reservas, atingindo um pico máximo de 124% em fevereiro. No total, de janeiro a abril de 2019, a Islândia registou um acréscimo de reservas de 166%, a Croácia de 68% e a Irlanda de 44%. Os dados são da Criteo, uma plataforma de publicidade para a internet.

Islândia, Croácia e Irlanda não são os únicos exemplos de destinos que beneficiaram da exposição mediática possibilitada por filmes ou séries. O cineturismo é mesmo uma fonte de receita constante ao longo de todo o ano para muitos destinos a nível mundial. Para saber mais sobre o tema, não perca o artigo especial “Cineturismo: Quando o cenário se torna destino”, disponível no anuário Turismo’19 do IPDT – Turismo e Consultoria.

>