O turismo de eventos pode ser entendido como o conjunto de atividades exercidas por pessoas que viajam, com o intuito de participar em diversos tipos de eventos. Estes podem ser de ordem profissional, cultural, social, científica, desportiva, religiosa e outras. Quando bem planeados e organizados os eventos podem ser de grande importância para uma cidade, região ou país contribuindo para a atração de turistas e visitantes, estimulando a economia e melhorando a vida social e cultural da região onde decorrem.

Independentemente do local ou região onde se realiza o evento pode provocar impactos positivos e negativos, sejam de ordem política, económica, tecnológica, sócio cultural e ambiental.

Impactos positivos

De acordo com a Câmara Municipal de Lisboa, os grandes eventos desportivos que se realizaram entre 1 de setembro de 2014 e 31 de agosto de 2015 tiveram um impacto económico de 100 milhões de euros na capital portuguesa. O estudo analisou o impacto direto e indireto para a economia de Lisboa através de 17 grandes eventos desportivos de várias modalidades, entre os quais a Volvo Ocean Race, a Meia Maratona EDP, as competições europeias de futebol, entre outros.

O mesmo estudo revela que o impacto para a hotelaria foi superior a 9,01 milhões de euros, para a restauração de 7,2 milhões, em “outras” compras de 11,6 milhões e em inscrições e bilheteira de 5,6 milhões. O que significa que os eventos quando bem planeados e bem divulgados criam uma imagem positiva para o destino estimulando a economia.

O campeonato Europeu de Futebol – França 2016

Ainda sobre esta temática e fazendo referência ao Campeonato da Europa de futebol, EURO 2016, que decorre em França, são esperados milhões de turistas e este é considerado um produto impulsionador do turismo para o país.

Prevê-se que o impacto para a economia Francesa seja de 1,266 mil milhões de euros, de
acordo o Centro de Direito e Economia do Desporto (CDES) e a Câmara de Comércio e Indústria de França. Estima-se que os adeptos, seja nos estádios ou nas fanzones, gastem 800 milhões de euros. Por outro lado, o impacto nas empresas francesas será de 400 milhões de euros.

Estima-se que a cada jogo assistam cerca de 150 milhões de telespetadores. Em França são esperados 2,5 milhões de pessoas nos estádios, sendo que 1,5 milhões serão turistas estrangeiros. Este fenómeno deverá conduzir a um aumento do volume de dormidas na ordem das 250 mil.

Analisados alguns dos impactos positivos que os grandes eventos provocam nos destinos, na publicação da próxima terça-feira vamos enumerar algumas consequências negativas.

>