O verdadeiro viajante não espera pelas férias para partir à descoberta. A viagem começa muito antes: no imaginário. Depois de lhe termos dado sugestões de séries e documentários, reunimos agora 5 sugestões de livros para ler durante o confinamento e inspirar-se.

  • COMO SER UM EXPLORADOR DO MUNDO

Keri Smith utiliza este livro, descrito como “uma mala de viagem metafórica”, para nos explicar como nos podemos tornar exploradores do mundo. Para a autora, a viagem importa mais que o destino: o prazer da descoberta está nos detalhes, na coleção de novas memórias e experiências e na forma de vermos o que nos rodeia.

  • TENHO MEDO DE PARTIR

Inspirando-se na obra de Fernando Pessoa e dos seus heterónimos, Manuel S. Fonseca criou um livro de viagens, defendendo que a melhor forma de viajar reside na capacidade de sentir os lugares e as coisas. Dos navios de Álvaro de Campos ao Chiado de Pessoa, embarque nesta leitura inspiradora.

  • A ARTE DA VIAGEM

Recolhendo textos e citações de vários autores e cruzando-os com episódios das suas próprias viagens, Paul Theroux fala-nos sobre a alma do viajante e também sobre o ato transformativo que é partir em busca do desconhecido. Além dos dez mandamentos para viajar, este livro apresenta-nos as mais-valias da descoberta.

  • A ARTE DE VIAJAR

Porque é que sentimos vontade de viajar? Alain de Botton responde-nos a esta questão. Ao longo das várias páginas, o autor reflete sobre o motivo de viajarmos e as suas vantagens e ainda sobre os insólitos dessas experiências. Mais do que isso, ensina-nos, com recurso a um conjunto de pensadores e críticos, que viajar é uma arte.

  • O ESPLENDOR DO MUNDO

Gonçalo Cadilhe é um dos viajantes portugueses mais conhecidos. São 99 os destinos que o autor apresenta, numa lista que junta desde os locais mais incríveis do mundo aos mais invulgares. Neste livro, o escritor brinda-nos com um espólio fotográfico das histórias que se revelam aos nossos olhos.

>