O EMPREGO NO SETOR DO TURISMO EM PORTUGAL

O turismo é um importante setor para a criação de riqueza e geração de emprego em Portugal. Em 2018, o setor representava 8,2% do PIB nacional e era responsável por 329 mil empregos, segundo dados do Turismo de Portugal.

O turismo tem registado um crescimento contínuo e constitui-se como um eixo estratégico para o desenvolvimento sustentado por todo mundo. O dia Mundial do Turismo comemorou-se a 27 de setembro, este ano sob o tema “Tourism and jobs: a better future for all”. O tema tem como objetivo analisar a capacidade do setor na criação de mais e melhor emprego e, assim, contribuir para a construção de um futuro melhor para milhões de pessoas em todo o mundo.

Mas, para que o crescimento económico seja uma realidade, é fundamental que o setor tenha disponível recursos humanos em diferentes áreas. Neste artigo, o IPDT apresenta uma breve caraterização das pessoas que trabalham no turismo em Portugal, através dos dados do INE – Instituto Nacional de Estatística e do Turismo de Portugal.

DADOS GERAIS DO EMPREGO EM TURISMO

Ainda que nos anos de 2014 e 2015 se tenha verificado uma descida do emprego no turismo, em termos absolutos, de 4% e 6%, respetivamente, nos anos 2016 e 2017 o emprego voltou a subir: 8% em 2016 e 11% em 2017. Importa referir que dos 329 mil empregos no turismo em 2018, mais de 247 mil são na área de restauração e bebidas e 81 mil na área do alojamento turístico. (Fonte: AHRESP).

EMPREGO NO TURISMO POR SEXO

As mulheres têm uma representação superior quanto ao emprego no turismo e a preponderância tem vindo a crescer: são mais de 21 mil desde 2013 e representam, em 2018, 58,1% do total de colaboradores. Ainda que nos anos de 2014 e 2015 se tenha registado, em termos absolutos, uma queda de 6% e 5%, respetivamente, nos anos de 2016 e 2017 os valores voltaram a subir (+7% e +8%).

EMPREGO NO TURISMO POR ESCOLARIDADE

Em 2018 mais de 143 mil trabalhadores do turismo tinham habilitações secundário/pós secundário e superior, um aumento de mais 51 mil em relação ao ano de 2013. Em 2018, a quota deste nível de escolaridade era de 43,7%. Estes dados demonstram que entre 2013 e 2018 os recursos humanos em turismo reforçaram significativamente as suas qualificações.

A valorização das profissões do turismo e a formação de recursos humanos – aumento das qualificações no Turismo – é uma das áreas de aposta da Estratégia 2027. Tendo por base a edição especial do Barómetro do Turismo para o anuário Turismo em 2019 – um projeto do IPDT – o painel apontou também a escassez/redução de qualidade dos recursos humanos e do serviço/produto prestado, como um dos fatores que terá um impacto mais negativo no desenvolvimento do turismo português durante o ano de 2019.

>