was successfully added to your cart.

Carrinho

O que são nómadas digitais?

São pessoas que trabalham remotamente, em diversos lugares, principalmente onde haja contacto com a natureza, novas culturas e novos desafios. Ou seja, são aventureiros que deixam de trabalhar em casa e trabalham a viajar pelo mundo.

Segundo um relatório recente da MBO Partners, existem atualmente 10,9 milhões de nómadas digitais, quando em 2019 o número era de 7,6 milhões.

A revista Forbes refere também um estudo do InsureMyTrip, que selecionou o top 10 dos países com melhores oportunidades para os nómadas digitais, tendo em conta as velocidades da internet, os preços do alojamento, a dificuldade do idioma, o custo de vida a e duração do visto de trabalho, entre outros. Em primeiro lugar surge a Noruega, de seguida o México, seguindo-se Alemanha, Portugal, Islândia, Grécia, Costa Rica, Jamaica, Espanha e Bermudas.


Porque é que os nómadas digitais são os novos turistas?

Com o aumento dos nómadas digitais, em virtude da crescente aposta por parte das empresas no teletrabalho, existem novas oportunidades para o turismo apoiar estes novos turistas.

Para estes aventureiros, a grande motivação é o turismo, porque decidiram viver a viajar pelo mundo e, ao mesmo tempo, conciliar o trabalho remoto.

As viagens que os nómadas digitais realizam têm em conta vários fatores: os preços acessíveis; os padrões de vida mais baratos; o clima (verificando-se uma clara preferência por países com sol e boas temperaturas); espaços com boas condições de trabalho e com pessoas para socializar e trocar conhecimento.

Existe uma grande diferença entre os turistas tradicionais e os novos turistas. Os tradicionais fazem viagens mais rápidas, nas quais têm de ver tudo num curto período de tempo, o que os leva a visitar os lugares mais famosos. Já os novos turistas, por terem estadias mais prolongadas, aproveitam a viagem de forma diferente e mais tranquila. Uma vez que permanecem várias semanas no local, gostam de conhecer os lugares menos turísticos e de realizar atividades com os locais e outros nómadas digitais.


Que benefícios pode Portugal proporcionar aos novos turistas?

Os fundadores da plataforma Remote Portugal consideram que Portugal apresenta todas as condições para ser um destino de eleição para os nómadas digitais, uma vez que apresenta boa qualidade de vida, bom clima, diversidade cultural e é um país seguro para viver. Portugal é ainda conhecido por ter um custo de vida baixo. Todas estas caraterísticas tornam o nosso país muito atrativo para turistas franceses, ingleses, suíços, dinamarqueses e alemães.


Digital Nomads Madeira Islands

Portugal já apresenta um projeto dedicado aos nómadas digitais – o Digital Nomads Madeira Islands. Através do programa, até ao momento mais de 3500 nómadas de 106 países visitaram a Madeira e Porto Santo desde Fevereiro de 2021 (data em que o programa teve início).

A beleza natural, as atividades, a cultura e o clima tropical são alguns fatores que atraem muitos nómadas digitais à ilha da Madeira. Este projeto pretende integrar os nómadas digitais com os moradores da zona da Ponta do Sol, bem como no comércio local, criando assim, uma comunidade de nómadas digitais, com potencial para otimizar a ilha e a vila do ponto de vista económico e social.

A pensar nas necessidades dos participantes, o Digital Nomads Madeira Island oferece condições como alojamento local, hotéis, restaurantes, advogados, consultores, entre outros.

Nesta perspetiva, o setor do turismo pode sair fortalecido através da aposta neste conceito, assumindo-se como destino ideal para uma vida de nómada digital.

>