Os Caretos de Podence foram oficialmente reconhecidos pela UNESCO como Património Imaterial da Humanidade, após apresentarem uma candidatura considerada pelo comité como “exemplar”.

As “Festas de Inverno – Carnaval de Podence” constituíram a única candidatura selecionada pelo Governo português para representar Portugal na 14.ª reunião do comité da UNESCO, que atribuiu um total de 42 nomeações a diversos bens representantes de todo o mundo.

Portugal contava já com uma vasta lista de 17 locais distinguidos como Património Mundial da Humanidade e 5 bens de Património Imaterial da Humanidade, aos quais se juntam os Caretos de Podence, nomeadamente:

  • O “Fado, canção urbana popular de Portugal”, distinguido em 2011
  • A “Dieta Mediterrânica”, distinguida em 2013
  • O “Cante Alentejano, canto polifónico do Alentejo, sul de Portugal”, distinguido em 2014
  • A “Falcoaria, património vivo da humanidade”, distinguida em 2016
  • A “Produção de Figurado em Barro de Estremoz”, distinguida em 2017

Segundo Graça Fonseca, Ministra da Cultura, “os portugueses, em especial os transmontanos, estão, mais uma vez, de parabéns por saberem manter viva uma das suas mais ricas tradições culturais. Esta classificação, que muito honra todo o país, distingue culturalmente a região, mas contribui também para reforçar um ativo patrimonial e turístico que excede os limites do território do nordeste transmontano”.

Recentemente foi divulgada a nova campanha de promoção desenvolvida pelo Turismo de Portugal, intitulada #HeritageToShare, para a qual os locais e bens classificados pela UNESCO como Património Mundial (material ou imaterial), servem de cenário.

Esta campanha pretende mobilizar portugueses e estrangeiros na co-criação de conteúdos sobre o destino Portugal, intensificando a ligação das pessoas com o país.

O objetivo desta campanha é que sejam os turistas a criar os conteúdos, partilhando as suas histórias nas redes sociais e, nessa medida, o património vivido através de fotografias relacionadas com os locais classificados pela UNESCO em Portugal.

Ao partilharem uma fotografia, os participantes ficam habilitados a ganhar o prémio/experiência “Heritage for One Day”, que inclui uma viagem de ida e volta para uma pessoa, estadia de duas noites e uma experiência em Portugal a definir.

Segundo Rita Marques, Secretária de Estado do Turismo, “com esta campanha, além da divulgação e valorização do património existente no nosso país, estamos igualmente a concretizar alguns dos objetivos da Estratégia Turismo 2027, levando o turismo a todo o território e ao longo de todo o ano”.

>