A intenção de viagem começa, muitas vezes, no nosso imaginário: imaginamos um local, idealizamos o ambiente, as emoções e sensações que a nossa viagem nos poderá proporcionar. Este processo de sonhar com a próxima viagem é claramente influenciado pelos conteúdos que os operadores turísticos, os destinos e os influencers partilham nos seus canais digitais e que chegam facilmente até nós.

Segundo um estudo da Google, 78% dos turistas não decidem a companhia na qual vão viajar quando começam a imaginar a próxima viagem e 82% também não decidem o alojamento nesse momento. Os dados revelam ainda que, na maioria das vezes, quando se inicia esta jornada, os viajantes não têm o destino definido. Quando o turista projeta uma viagem e inicia a sua pesquisa na internet, parte, numa primeira fase, à procura de tipologias de destino e localizações geográficas. Veja alguns exemplos de pesquisas:

  • “Escapadinha no Norte de Portugal”
  • “Destinos para férias na Europa”
  • “Destinos de lua-de-mel”
  • “Férias na neve”
  • “Destinos de praia na Europa”
  • “Melhor altura para visitar …”
  • “Hotéis em …”

Com a quantidade de informação que é disponibilizada diariamente, os destinos e operadores turísticos procuram, cada vez mais, formas criativas e apelativas de se promoverem. Os destinos que queiram ser considerados pelos turistas devem desenvolver e operacionalizar uma estratégia integrada de marketing digital. Com o intuito de otimizar a linhas estratégicas de atuação, apresentamos aqui 6 dicas para promover melhor um destino online:

  • Otimizar o site para os motores de busca:

    Para que o website apareça nas pesquisas dos turistas, é extremamente importante investir em SEO, o “Search Engine Optimization”. Um site bem otimizado ao nível de SEO tem maior probabilidade de se posicionar nas primeiras entradas do Google, o que resultará em maiores volumes de tráfego. Este investimento é gratuito, apenas requer conhecimento e tempo.

  • Melhorar a experiência do seu site:

    Para que o visitante não abandone o site nos primeiros momentos de navegação, é fundamental evitar obstáculos na experiência de navegação, para isso há que:

    – Utilizar textos curtos, diretos e simplificados;
    – Inserir Call-To-Actions em locais adequados;
    – Eliminar conteúdos desnecessários e que criem distração;
    – Ter um site rápido (testar a velocidade do site para perceber em que pontos poderá ser melhorado);
    – Otimizar o site para mobile. Segundo a Google, “60% das pesquisas sobre destinos são feitas em dispositivos móveis”.

  • Criar conteúdo de qualidade:

    Exemplos de boas práticas:

  1. Incluir informações que respondam às principais perguntas dos turistas sobre o seu destino.
  2. Inserir descrições breves e concisas sobre locais de interesse e sobre atividades e experiências.
  3. Ilustrar com boas imagens (tanto a nível conceptual como de resolução), pois são estas imagens que vão perdurar na mente do potencial turista.
  • Apostar em Ads:

    Seja Google Ads, Instragam Ads, Facebook Ads, Youtube Ads, a promoção paga é muito importante para dar a conhecer o destino a um público alargado, por isso é fundamental escolher a plataforma mais adequada para cada tipo de promoção.
    Os Ads permitem escolher targets específicos e atingir audiências muito qualificadas e são também uma boa forma de medir o alcance e performance no digital em tempo real.
    Ao aproveitar ao máximo o que cada plataforma digital tem para oferecer, é possível alcançar os melhores resultados.

  • Ter atenção ao Web Design:

    O site é o rosto do destino turístico. Antes da visita presencial, o potencial turista vai ficar a conhecer o local através do portal. Assim, é muito importante apresentá-lo de uma forma atrativa e coerente, tornando-o mais interessante na navegação.
    Há que certificar que a imagem gráfica é coerente em todos os canais digitais (website e redes sociais), uma vez que a coerência transmite segurança e confiança.

  • E-mail marketing:

    Depois de o turista conhecer o destino, é crucial atualizá-lo com informação relevante e atual para que ele mantenha o local em mente e no topo da preferência. O e-mail marketing é uma excelente ferramenta para enviar informações atualizadas aos seus visitantes (promoção de eventos, por exemplo).

Dica extra: Reforçar a presença nas redes sociais é a melhor forma de criar uma relação de proximidade!
Nestes canais as imagens são predominantes e podemos facilmente criar conteúdo “dreamy”. Como vimos inicialmente, a intenção de viagem começa, muitas vezes, no imaginário.

Pode ler mais sobre a promoção de destinos nas redes sociais neste artigo do IPDT: Como utilizar as redes sociais para promover um destino e atrair turistas? Confira as respostas

>