Depois da chegada da pandemia todos nós ficamos mais conectados e ligados às lives e aos conteúdos das redes sociais. As marcas que já trabalhavam bem com as redes sociais ganharam notoriedade e aquelas que não investiam tanto nestas plataformas começaram a entender o porquê de serem tão importantes para promover uma comunicação de proximidade com o turista que continua a sonhar em viajar assim que possível. 

novo turista investe muito mais tempo online para encontrar alternativas, informação sobre a evolução da pandemia nos destinos, as garantias e condições de segurança dos locais a visitar e dos meios de transporte, entre outros dados que garantam uma viagem segura e divertida. 

Assim, é fundamental que os destinos invistam num plano de meios com uma estratégia para as diversas plataformas que podem ser exploradas pelos destinos turísticos: Instagram, Facebook, TikTokLinkedIn, WhatsApp, Youtube, Pinterest, entre outras. No entanto, para decidir as melhores redes sociais, é importante saber em quais delas se encontra o públicoalvo do destino e, com base nisso, canalizar esforços de comunicação nesse sentidoSegundo os dados disponíveis, as duas redes sociais mais utilizadas pelos turistas para procurar inspiração de viagens e informação útil são o Facebook e Instagram.  

Como podemos obter melhores resultados com as redes sociais no turismo? 

Qualquer estratégia para as redes sociais deve ter como objetivo o alinhamento das necessidades do destino com os interesses do públicoalvo. 

Assim, é recomendável recorrer às plataformas mais adequadas para enviar mensagens que realmente captem a atenção do públicoalvo. É importante entender o momento da jornada de compra do viajante para saber “o que”, “como” e “quando” comunicar. 

O objetivo do destino deve passar por atingir os utilizadores que demonstrem interesse nos seus produtos e que possam vir a ser potenciais visitantes. Para isso, devem traçar o perfil do turista que terá maior potencial de os visitar. A partir daí deve ser criado um plano de comunicação digital que oriente as ações de comunicação e promoção nos canais online. As mensagens a transmitir, os elementos gráficos, os links, os horários de publicação com maior fluxo e engagement devem estar patentes na estratégia de publicação de posts nas redes sociais. Sem esquecer, claro, que a coerência da mensagem deve estar sempre em primeiro lugar: ser transparente e passar a mensagem que o turista procura é fundamental. 

Além disso, existem outras ações que ajudam a ter maior visibilidade, alcance e engagement: 

  • Interagir com os seguidoresa interação com os potenciais clientes, poderá trazer mais oportunidade de aparecer para utilizadores com os mesmos interesses. Esta é uma forma de chegar a novas audiências através dos comentários, partilhas de conteúdos publicados pelos viajantes, entre outros. 
  • Adaptar os conteúdos de acordo com a rede social. Cada plataforma tem um propósito distinto e uma forma de publicar própria. Mediante aquilo que as pessoas procuram nas redes sociais há maior ou menor probabilidade de atrair visitantes. instagram e o Pinterest são canais que vivem sobretudo de imagens; no Linkedin e no Facebook há maior predominância de artigos; e o Youtube baseia-se na visualização de vídeos. Na verdade, criar conteúdos específicos para cada rede social joga com o algoritmo de cada rede social e cria maior impacto na comunidade. 
  • Dar atenção aos seguidores: responder às dúvidas e aos comentários com empatia, ajuda a melhorar a reputação do destinoHá que lembrar que os viajantes possuem diferentes gostos, desejos e necessidades. 
  • Utilizar hashtags corretamente: a importância do uso das # é indiscutível, principalmente para as nossas publicações serem vistas por utilizadores que ainda não seguem o nosso perfil.  
  • Investir em anúncios: muitas vezes não conseguimos atingir os objetivos de forma orgânica, pelo que é necessário investir para que as nossas publicações ganhem visibilidade. Por esse motivo, é recomendável elaborar um plano e um orçamento para impulsionar algumas publicações e dar origem a um maior envolvimento dos turistas. 

 

>