was successfully added to your cart.

Carrinho

O revenge tourism – ou turismo de vingança – tornou-se um dos mais recentes e controversos tipos de turismo. Mas o que é exatamente o revenge tourism e por que é chamado assim?

O que é revenge tourism?

O conceito de revenge tourism surgiu pela primeira vez em 2020. A pandemia provocada pela COVID-19 condicionou o setor do turismo. As fronteiras foram fechadas em todo o mundo e com os repetidos confinamentos e requisitos de quarentena as viagens ficaram muito comprometidas.

O desejo de viajar é natural para a população humana, pelo que começou a surgir alguma frustração entre os turistas/viajantes. Como resultado houve, e ainda há, uma enorme procura reprimida por viagens, e as pessoas querem “vingança”. A viagem resultante deste processo é designada como “turismo de vingança” ou revenge tourism.

Ao serem forçados a ficar num lugar por demasiado tempo, os viajantes começaram a “querer vingança”. Querem compensar o tempo perdido, seja com aquela viagem que foram obrigados a cancelar em 2020, com visitas aos familiares, ou simplesmente visitar pelo mundo do qual foram afastados durante tanto tempo. Neste campo, entram as GOAT – Greatest of All Trips – e as Friendscation, tendências para 2022 que o IPDT – Turismo e Consultoria avançou num artigo recente.

Alguns especialistas afirmam que as viagens de “vingança” são o fenómeno que poderá trazer de volta o turismo como o conhecíamos, à medida que as viagens voltarem a tornar-se uma possibilidade sem limitações.

O revenge tourism veio para ficar?

O revenge tourism é essencialmente uma resposta à pandemia de COVID e às restrições de viagem associadas à pandemia. Inicialmente, poderá haver um boom de viagens. As pessoas farão a lua-de-mel que tiveram que cancelar, visitarão familiares e amigos que não veem há dois anos ou mais, e tentarão recuperar o tempo perdido reservando aquela viagem que sempre quiseram fazer.

Impactos positivos do revenge tourism

O revenge tourism deve ser visto como positivo, pois trará de volta os turistas para áreas que sofreram perdas económicas significativas, resultantes da redução do turismo.

Além disso trará, certamente, impactos ao nível do bem-estar humano, dado que as viagens são importantes para fugir à rotina e, por norma, promovem felicidade e realização.

Impactos negativos do revenge tourism

O revenge tourism também pode ter impactos negativos. A afluência de grande quantidade de turistas pode resultar em overtourism, ambos conhecidos pelos seus efeitos prejudiciais ao meio ambiente e às comunidades locais.

Nesta perspetiva, é necessário assegurar um planeamento e gestão cuidadosos do turismo, de forma a garantir que a indústria recupera de forma sustentável e com benefícios para todos.

>