Em 2012, cerca de 11% da população tinha mais de 60 anos. Dentro de 30 anos essa fatia da população mundial deverá ascender a 22%, segundo dados de 2017 do Euromonitor. Previsões recentes calculam ainda que, em 2050, pela primeira vez, o número de idosos será superior ao número de menores de 15 anos.

Este envelhecimento da população constitui uma realidade irrefutável, consequência da redução das taxas de natalidade e de mortalidade, do aumento da esperança média de vida, bem como da melhoria das condições de vida das populações e dos avanços na medicina.

No mundo ocidental, a população sénior tem ganho importância crescente, que conduz a maior visibilidade económica, política e social. O envelhecimento sustenta o aparecimento de políticas específicas, com preocupações de valorização e promoção da qualidade de vida dos séniores.

Tendo em conta estes dados, apresentamos de seguida 4 tendências relacionadas com o envelhecimento ativo no setor do turismo:

1. Viver sem idade

Segundo a Oxford Economics, a crescente população acima dos 50 anos representa ao mesmo tempo uma força transformadora e um ativo líquido – um contingente em rápido crescimento de pessoas ativas e produtivas que trabalham mais e levam a economia para novas direções.

2. Age-inclusive

As oportunidades para levar um estilo de vida mais variado numa fase “pós-família” vão dar origem uma procura por melhores opções de lazer para o segmento com mais maturidade e menos opções “manifestamente seniores”. Turistas deste segmento apreciam produtos que os façam sentir e parecer mais jovens.

3. Wellness

O consumidor tem hoje níveis de aspiração sem precedentes para ser atlético. A consciência acerca da aparência não surgiu apenas com aqueles que são mais ativos nas redes sociais, sujeitos a padrões de aparência constantes, mas também nos consumidores mais velhos, que pretendem adotar uma boa condição física. Na verdade, segundo a OCDE, 2 em 5 pessoas estão interessadas numa experiência de viagem de saúde e bem-estar.

4. Mindfulness

A maior e mais recente tendência é o mindfulness, particularmente à medida que os consumidores tenham vidas mais exigentes. É expetável que futuros turistas procurem a integração de momentos mindfulness nas suas férias, ou sejam inspirados a viajar à sua procura. Segundo dados da OCDE, 48% dos turistas admitem poder usar o tempo de férias para refletir e tomar melhores opções de estilo de vida.

>