was successfully added to your cart.

Carrinho

Ao longo dos anos assistimos à afirmação do turismo como instrumento de desenvolvimento e promoção da economia e da sociedade. O setor tem sido usado por organizações internacionais e governos como ferramenta para a mobilidade social, integração das comunidades locais e como base para a construção de uma sociedade mais inclusiva.

Tourism for Inclusive Growth é o tema do Dia Mundial do Turismo 2021, relembrando a importância de uma reflexão sobre o futuro papel do turismo e como este pode potenciar a construção de uma sociedade mais inclusiva e sustentável, com impactos positivos no destino, residentes e turistas.

Terá o turismo recursos e respostas para uma sociedade mais inclusiva?

Na semana em que celebramos o Dia Mundial do Turismo, o IPDT – Turismo e Consultoria identificou 10 possíveis soluções para um modelo de turismo mais inclusivo, que de seguida se apresentam:

  1. Os recursos humanos devem ser de importância estratégica para as empresas, pois são as pessoas que combinam conhecimentos teóricos e práticos e produzem resultados. O investimento na qualificação de RH torna-se, assim, uma questão fundamental para o setor em resposta aos novos desafios.
  2. A gestão da comunicação permite a recolha de informações, proporciona segurança na fase de pré-viagem e facilita a promoção do carácter inclusivo de um destino. A comunicação adequada, no momento certo e com a mensagem certa, é um fator crítico de sucesso.
  3. Solidariedade, gestão local dos destinos, envolvimento das partes interessadas e agentes locais, assim como a transparência e pensamento criativo podem orientar o contributo do turismo para a criação de uma sociedade mais inclusiva e sustentável.
  4. A adaptação de lugares públicos e destinos turísticos promove um ganho social incomensurável, através da criação de espaços que permitem, com liberdade e segurança, o acesso, a troca, a interação e a inclusão. Por sua vez, incentiva a experimentação (atividades, ambientes e relacionamentos) e promove qualidade de vida e igualdade de oportunidades.
  5. Os agentes do setor devem continuar a trabalhar no sentido de encontrarem formas mais sustentáveis ​​de turismo, que tenham impactos negativos mínimos. Assim, o turismo poderá restabelecer-se de forma mais aceitável, ao mesmo tempo que poderá continuar a proporcionar diversão e benefícios económicos a milhões de pessoas.
  6. Para se posicionarem como destinos inclusivos, as áreas urbanas também devem atender às necessidades dos residentes, garantindo que as áreas centrais sejam mais acessíveis. Além disso, as cidades e os grupos de turismo devem demonstrar um compromisso com a prosperidade inclusiva. Ao tornar as comunidades mais abertas e equitativas, podem posicionar as cidades como principais destinos para residentes e visitantes.
  7. O futuro do turismo será fortemente impactado pela realidade aumentada e sistemas de inteligência artificial, que fornecerão experiências multissensoriais sem contacto para segurança do turista. Além disso, os sistemas baseados em realidade aumentada podem ajudar muito em aspetos relacionados com inclusão, acessibilidade, segurança e educação em turismo, evitando viagens desnecessárias.
  8. O turismo criativo não só é uma boa opção para corresponder a novos perfis de turistas como também facilita a inclusão. É importante que o turismo possa oferecer aos visitantes a oportunidade de desenvolverem o seu potencial criativo através da participação ativa na cultura local. Rever as memórias e práticas locais pode agregar valor à experiência global, imergindo os turistas no destino e nas tradições e cultura locais.
  9. Para que os destinos e aeroportos participem da transição e apoiem as companhias aéreas na retoma de voos para os principais destinos turísticos, a atenção deve centrar-se na compreensão da procura, no comportamento da companhia aérea e no desenvolvimento do destino. O envolvimento da companhia aérea será mais importante do que nunca, uma vez que as partes interessadas precisarão de unir esforços para recuperar a confiança do mercado.
  10. Mais do que nunca, o turismo é uma atividade estratégica que apoia o desenvolvimento económico e social de um país, nomeadamente para o emprego e o crescimento. A definição de metas estratégicas de turismo apoia o turismo inovador, acessível e inclusivo, estimula a tomada de decisão com base em dados, melhora a experiência do turista, aumenta o foco na sustentabilidade e lidera o turismo do futuro.

Resumindo as principais ideias desenvolvidas, torna-se evidente que o turismo promove a interação e participação social, contribui positivamente para a inclusão das pessoas e para uma sociedade mais rica e acolhedora, se as necessidades dos diferentes stakeholders forem bem equilibradas.

>