O Turismo sustentável é a principal tendência que está a marcar o setor, e que vai continuar a estar nas preferências dos viajantes no pós covid-19. De acordo com o inquérito dinamizado pelo IPDT para o ebook Guia para a retoma do Turismo, 21% dos inquiridos consideram que haverá maior procura por destinos com práticas sustentáveis.

A sustentabilidade é hoje uma das principais aliadas do turismo e o setor precisa de se continuar a adaptar para corresponder a um elevado nível de satisfação dos turistas. Garantir uma experiência memorável é um dos principais objetivos, a par da consciencialização sobre questões ligadas à sustentabilidade e práticas que a promovam. 

Mas o que é o Turismo Sustentável?

Sobre o tema, a Organização Mundial de Turismo refere que nem o “ambiente natural nem o tecido sociocultural das comunidades de acolhimento devem ser prejudicados pela chegada de turistas. Pelo contrário, o ambiente natural e as comunidades locais devem beneficiar do turismo, económica e culturalmente. A sustentabilidade implica que os recursos e atrações do destino devam ser utilizados de forma a que o seu uso subsequente, por futuras gerações, não seja comprometido.”

A sustentabilidade é, e será, um conceito chave para entender o turismo do futuro. O apreço pela autenticidade sociocultural das comunidades, a preservação da biodiversidade, a garantia do bem-estar social e segurança económica dos destinos com o uso sustentável dos recursos ambientais, precisam de fazer parte da estrutura de um novo modelo de turismo.

Importância do turismo sustentável para os destinos

O turismo sustentável surge como alternativa ao turismo de massas. O planeamento e a gestão sustentável são aspetos essenciais na capitalização do setor como uma das principais vantagens para a economia. É neste sentido que os destinos devem desenvolver uma estratégia que defenda uma visão integrada, com mais valias para a economia, sociedade, cultura e ambiente. Investir na certificação dos destinos é um atrativo para os turistas do futuro que, mais do que nunca, vão valorizar práticas amigas do ambiente.

Os turistas escolhem cada vez mais empresas e destinos que desenvolvam práticas de sustentabilidade, sendo esta a melhor forma de assegurar benefícios para residentes, turistas e investidores. Cada vez mais, a experiência turística será encarada como um meio para gerar benefícios reais para os residentes, para a economia local e para a preservação do património.

4 sugestões para ser um turista mais sustentável
  1. Viajar com um kit reutilizável
    Viajar com um kit reutilizável, garrafas e/ou recipientes reutilizáveis vai reduzir expressivamente o uso de plásticos durante as viagens. Escovas de dentes e talheres de bambu, sacos para sanduíches reutilizáveis, são alguns exemplos de artigos reutilizáveis ecológicos que podem ser usados.
  1. Evitar a época alta
    Viajar fora da considerada “época alta” vai permitir que o destino não fique sobrelotado, e que os seus recursos tenham uma gestão mais acautelada. A questão da sazonalidade é também um aspeto importante. É evidente que, no cenário atual, falar em overtourism está fora do contexto. No entanto, logo que a atividade turística retome em pleno, esta é uma questão a ponderar.
  1. Envolver-se na cultura local
    Respeitar as tradições culturais e gastronómicas e procurar agir como um local são aspetos a ter em linha de conta para que a experiência da visita seja autêntica. Pesquisar sobre os costumes e tradições locais e aprender algumas palavras do idioma, são exemplos de práticas que também podem ser adotadas antes de partir.
  1. Comprar produtos locais
    Autênticos e caraterísticos do local. Além de ajudar a economia local valoriza e incentiva a população a preservar costumes e identidade.

Considera que é um turista responsável?
Conheça aqui a resposta.

 

É verdade que o turismo é uma das principais atividades responsáveis pelo incentivo à recuperação económica. Além disso, promove a criação de inúmeros postos de trabalho. O momento em que vivemos é crucial e uma oportunidade única para repensar o setor na perspetiva de um futuro mais sustentável, mais seguro, mais tecnológico, e que privilegie um modelo de economia circular.

Conheça o serviço que o IPDT – Turismo e Consultoria oferece na área da Sustentabilidade em Turismo.

>