Quando viajamos é fundamental respeitar os comportamentos e as culturas locais para sermos melhores turistas. Mais do que conhecer destinos, é importante compreender e adotar atitudes que vão ao encontro das expetativas dos locais.

O cumprimento, adotando as práticas locais, é o primeiro passo para que a relação entre turista e local possa iniciar de forma correta, por isso, neste artigo damos-lhe a conhecer 10 formas de cumprimentar diferentes das que praticamos em Portugal:

França

3 beijos. Esta é a forma de cumprimentar mais conhecida pelos portugueses. Em França, quando as mulheres se cumprimentam entre si, ou com homens, é frequente darem 3 beijos na cara, sobretudo na região sul do país. Entre os homens, é comum que estes se cumprimentem com um aperto de mão.

Tibete

Se um monge tibetano o cumprimentar mostrando a língua, saiba que é uma prática comum, com origem no século nove. Nessa altura o rei Lang Darma, não era uma figura amada pelos populares, sendo conhecido pela sua língua preta. Com medo da sua reencarnação as pessoas passaram a esticar a língua para fora com o intuito de mostrar que não são más.

Filipinas

Os jovens filipinos devem saudar os mais velhos, segurando a sua mão direita, curvando-se para a frente e encostando os dedos à sua testa, como sinal de respeito.

O gesto é acompanhado da expressão “mano po“.

Índia

Os indianos normalmente cumprimentam-se juntando as palmas das mãos pressionadas contra o peito. A palavra “namaste” acompanha o gesto.

Gronelândia

Na Gronelândia é frequente pressionar parte do nariz e do lábio superior sob o rosto de alguém, seguido de uma breve respiração. A saudação, chamada de “Kunik”, começou com os Inuits, ou esquimós, da Gronelândia.

Tuvalu

Em Tuvalu, cumprimente os locais encostando a sua bochecha à da outra pessoa e de seguida cheire brevemente o pescoço dessa pessoa.

Nova Zelândia

Seguindo tradições Maori, o cumprimento neozelandês é chamado de “hongi”. No caso, duas pessoas encostam a testa e esfregam, ou apenas tocam, a ponta do nariz juntas. O gesto é conhecido como “respiro de vida” e acredita-se que tenha vindo dos deuses.

Arábia Saudita

Na Arábia Saudita, cumprimente as pessoas dizendo “As-salamu alaykum”, que significa “Que a paz esteja consigo” e em seguida coloque as mãos sobre o ombro da pessoa e beijem-se nos seus narizes. Recorde-se que, esta prática é apenas aplicada aos homens, uma vez que às mulheres ainda não é permitido que cumprimentem outras pessoas que não os familiares mais diretos.

Egipto

A amizade entre homens é muito importante no Egipto. Estes abraçam-se ou dão beijos na cara. Um aperto de mão é muito pouco comum, portanto os viajantes do sexo masculino nunca devem começar um encontro desta forma, apenas se a outra parte o fizer. As mulheres limitam-se a um sorriso tímido ou um aceno.

Tribo Masai | Quênia e a Tanzânia

A tribo Masai tem o costume mais incomum de toda a lista: cuspir nas mãos dos amigos como forma de saudação. São os mais velhos que têm o “privilégio” de cuspir nos mais novos, enquanto estes devem cuspir na própria mão, antes de a oferecer para o companheiro mais velho.

>