INCENTIVOS

Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior

A Linha de Apoio à Valorização Turística do Interior tem como principal objetivo o apoio ao investimento a iniciativas/projetos com interesse para o turismo, que promovam a coesão económica e social do território, em linha com o Programa Nacional para a Coesão Territorial.

Quem se pode candidatar?

  • Entidades públicas
  • Entidades regionais de turismo
  • Empresas e outras entidades privadas

Que projetos são apoiados?

  • Os que valorizem o património natural, através da oferta de atividades turísticas que concorram para a fruição sustentável desse património e para o posicionamento internacional de Portugal como destino competitivo para a prática dessas atividades
  • Os que valorizem o património cultural e que contribuam para o reforço da atratividade dos destinos, nomeadamente no âmbito do desenvolvimento de rotas e de redes de “saber fazer tradicional”
  • Os que valorizem os recursos endógenos das regiões ou de desenvolvimento de novos serviços turísticos nomeadamente os que se desenvolvam no âmbito do enoturismo, turismo militar, turismo termal, turismo literário e do turismo equestre
  • Os que desenvolvam as redes de oferta de infraestruturas de apoio ao autocaravanismo

Quais são as condições para as empresas e outras entidades privadas com fins lucrativos?

  • Financiamento reembolsável e sem juros
  • Reembolso a 7 anos e período de carência de 2 anos
  • 50% do financiamento reembolsável pode ser convertido em não reembolsável, se, no 2º ano completo após a conclusão do projeto, cumulativamente:
    • Atingirem, pelo menos 90% do volume de negócios e do VAB previsto na candidatura para esse momento, sendo que cada um concorre em 50% para esse objectivo
    • Criarem postos de trabalho previstos na candidatura
  • Limite de 150.000€ de apoio financeiro (250.000€ para o calendário anual, no caso de candidaturas para o apoio aos eventos)

Quais são as condições para as entidades públicas, entidades privadas sem fins lucrativos e entidades regionais de turismo?

  • Financiamento não reembolsável
  • Limite de apoio de 250.000€ para o calendário anual, no caso das candidaturas para o apoio aos eventos; e de 300.000€ no caso das entidades públicas e entidades privadas sem fins lucrativos

Que tipologia de despesas são elegíveis?

  • Obras de construção, adaptação, aquisição de bens e de equipamentos diretamente relacionados com o projeto
  • Suportes informativos físicos e/ou digitais multi-idioma, incluindo desenvolvimento de conteúdos, website, sinalética e ferramentas de apoio à experiência turística de base tecnológica
  • Ações de promoção nacional e internacional diretamente relacionados com o projeto
  • Ferramentas de monitorização da procura, pós implementação do projeto
  • Organização dos calendários de eventos
Até quando?

Os projetos podem ser candidatados até ao dia 30 de novembro de 2019.

Nota a reter

Os projetos de investimento que integrem o desenvolvimento de rotas devem ter natureza e implementação supramunicipal.