Cada vez mais digitais, os consumidores apresentam, atualmente novas formas de pensar e agir que premeiam formas de comunicação mais dinâmicas, rápidas e 100% acessíveis.

Com efeito, também a comunicação é moldada por novos conceitos, onde a disponibilização digital se tornou primordial para a sustentabilidade qualquer negócio. Hoje, as empresas que operam fora do meio digital veem cingidas as suas áreas de atuação a mercados de proximidade, não aproveitando o potencial de escala que a internet permite alcançar.

Apesar de o turismo ser um setor que implica a fruição do serviço de forma presencial, praticamente tudo o que está associado a essa fruição– alojamento, operação turística, agências de viagens, companhias aéreas, empresas de animação – opera quase na totalidade no digital. Além disso, há um dado importante a reter: segundo um estudo da Sojern, publicado em 2019, antes de reservar um destino, um turista faz, em média, 40 a 200 consultas online.

Os conteúdos gerados pelos utilizadores tornaram-se, por isso, elementos de significativa importância para o marketing e tendem a ser utilizados pelas organizações como forma de incluir os consumidores nas suas iniciativas de promoção de produtos ou destinos turísticos.

Deste modo, porque é que é prioritário para os agentes em turismo trabalhar a componente digital? Para garantirem que através das suas plataformas oferecem ao potencial e atual turista informação simples, atrativa, apelativa que fomente o desejo em viajar e explorar um determinado local.

10 Vantagens de ter um website turístico:

  • Aumentar o reconhecimento e a notoriedade do destino – o website permite estarmos à distância de um simples clique de todos os potenciais turistas que, de forma rápida e simples, conseguem conhecer detalhes sobre os destinos e as mais-valias de os visitar. Otimizar o website permite ainda aparecer bem posicionado nos motores de busca.
  • Potenciar a credibilidade do destino junto dos turistas – Mais do que nunca, ter um website fomenta a credibilidade de uma organização. Ter um portal dedicado ao turismo aumenta a legitimidade do destino junto dos turistas que podem assim obter mais informações úteis, em tempo real e honestas, o que lhes transmite maior confiança e segurança.
  • Incrementar a autoridade de comunicação do destino – este é um canal de distribuição competente e valioso para captar clientes e, ao mesmo tempo, identificar as suas necessidades.
  • Manter dinâmico o contacto destino-turista – Quantas vezes pesquisamos uma empresa no Google apenas para descobrir se possui um website e, consequentemente, desviamos a pesquisa para os concorrentes? Para manter o contacto com os turistas é fundamental ter um portal que sirva como ponte de comunicação e disponibilize dados pertinentes.
  • Comunicar a baixo custo – desenvolver e alimentar um website não tem custos tão elevados como os custos de produção de outros suportes físicos.
  • Alcançar públicos segmentados – o website, a par de uma boa estratégia de comunicação, permite segmentar os públicos que visitam o portal e adaptar e atualizar os conteúdos mediante os interesses dos visitantes, respondendo e gerindo melhor as suas expectativas.
  • Atingir mercados de maior distância – permite disponibilizar os serviços e produtos turísticos com qualidade e eficácia junto de mercados que estão fisicamente distantes.
  • Promover produtos e serviços e influenciar o processo de decisão – os destinos aumentam a sua competitividade e atraem os públicos através da divulgação de mensagens atrativas e divulgação eficaz dos pontos ativos do destino.
  • Fomentar as visitas ao destino – uma boa e eficaz estratégia de comunicação potenciada por um website permite motivar e cativar os turistas a visitarem os destinos e potencia a partilha de conteúdos com círculos de amigos/família nas restantes plataformas online (ex: redes sociais).
  • Monitorizar e mensurar – o website permite ainda monitorizar as preferências dos turistas e com base nisto adequar a estratégia de comunicação de forma a torná-la mais eficaz.

Resumindo, numa era altamente digitalizada, como pode um destino esperar ser reconhecido sem um website destinado à sua promoção? São inegáveis os benefícios de ter um site, tendo em conta o volume de tráfego na internet que existe atualmente.

Ilustração: Municípios que possuem website para o turismo

Municípios que possuem websites dedicados à promoção do turismo, por NUT III [em 2019] // Fonte: Turismo em 2020 – IPDT® – Turismo e Consultoria

Saiba mais informação aqui: Comunicação Digital no Turismo  

>