A covid-19 colocou todos os nossos planos de viagem na prateleira e, embora a chegada da vacina seja um passo fundamental para o regresso da normalidade, a incerteza quanto a esse momento permanece. No ebook para a retoma do turismo do IPDT as perspetivas apontam para o regresso das viagens no verão de 2021, ainda que com limitações, por isso, neste artigo selecionamos algumas dicas para organizar umas férias seguras. 

1. Requisitos e restrições de entrada no destino
Cada país tem requisitos de entrada e restrições de viagem específicos, portanto, certifique-se para onde pode viajar antes de reservar a viagem. A maioria dos países exige que os turistas apresentem um atestado médico com um resultado negativo no teste PCR obtido 48 a 96 horas antes da viagem. No entanto, outros países podem ter restrições mais rígidas. Alguns destinos também exigem que os turistas fiquem em quarentena ou sejam submetidos a verificações de temperatura à chegada.  

2. Seguro de viagem com cobertura COVID-19 
Se viajar para o exterior vai precisar de um seguro de viagem COVID-19. Além da proteção base, também cobre despesas relacionadas com o vírus, no caso de necessidade de internamento hospitalar, exames ou retorno antecipado.  

3. Viagens rodoviárias são a opção mais segura
Se deseja viajar para o exterior, opte pelo aluguer de carro assim que chegar ao destino. Ter o seu próprio veículo permite visitar com segurança parques nacionais, atrações ao ar livre e áreas naturais. 

4. Cartão de crédito ou débito sempre que possível 
O dinheiro passa por muitas mãos diferentes. Para reduzir o risco de exposição ao vírus, opte por pagamentos sem contato sempre que possível.  

5. Itens essenciais COVID-19
Quase todos os países exigem máscaras faciais em áreas públicas, incluindo restaurantes, atrações e praias por isso certifique-se que os leva na bagagem. Um termómetro digital e luvas de látex também podem ser úteis.  

6. Espaço de manobra e improvisação
As restrições de viagem podem mudar de um momento para o outro, por isso convém estar preparado para tal. Assim que seja possível viajar, devemos tomar as devidas precauções e ajustar expectativas. 

7. Alojamento com políticas de cancelamento flexíveis
Mesmo com seguro de viagem que cubra cancelamentos, é boa ideia reservar hotéis que possibilitem cancelamento gratuito e mudança de data.
  

8. Responsabilidade acrescida nas semanas antes da viagem
Normalmente, uma pequena constipação não seria motivo para cancelar uma viagem mas em tempo de pandemia não podemos correr riscos. Durante as duas semanas anteriores à viagem, limite a atividade social para reduzir o risco de ser contagiado.

>